English French German Spain Italian

16 de agosto de 2010

Os Caça-Fantasmas


Por Jardel Nunes

Digam o que quiserem, mas não há dúvida nenhuma que os anos 80 foram muito legais. Ao contrário de hoje em dia, onde tudo é super produção com roteiros “cabeças” e mil reviravoltas às vezes sem sentido, os 80 eram descompromissados, histórias mais simples e muita diversão... e para os da minha geração (20 e poucos anos), que não viveram bem nessa época, uma tal de sessão da tarde nos apresentou esse universo...

O filme em questão mostra três físicos que acabam de ser chutados da universidade onde trabalham. Sem saber o que fazer para conseguir grana no “mundo real”, eles pegam as últimas economias (a hipoteca da casa de um deles) e abrem um novo e revolucionário negócio: exterminadores de fantasmas (!?)...


Alugam um prédio, compram um carro (o clássico Ecto 1), fazem comerciais de TV mas não aparece nenhum caso a ser resolvido. Até
que de uma hora para outra surge uma onda de fantasmas espalhados pela cidade de Nova York, e uma ameaça que pode colocar um fim no mundo... Os Caça-Fantasmas é um grande exemplo dessa época. Lançado em 85, o filme tem a “cara” da época, um roteiro simples, exageros, confusões, a mocinha em perigo, etc, etc...

O filme ainda tem um elenco impecável: Dan Aykroyd (que anos antes definiu o que iria ser os anos 80 com o clássico “Os Irmãos Cara de Pau”), Harold Ramis (que além de atuar, dirigiu vários ótimos filmes como “Feitiço do Tempo”), Rick Moranis (Querida Encolhi as Crianças...), Sigourney Weaver (que virou sex simbol depois de atuar só de calcinha em Alien) e Bill Murray... ah, Bill Murray...

Sem Murray, talvez os Caça-Fantasmas não seria o sucesso que se tornou. O ator, que interpreta o galanteador Dr. Peter Venkman, parece estar ali somente para debochar dos outros que tentam levar a coisa a sério, com seus olhares perplexos e frases irônicas... ótimo.


Infelizmente, o filme não passa tanto na TV quanto costumava passar anos atrás e muitos da “nova geração” talvez não o conheçam. Mas sempre tem alguma locadora ou uma loja onde se pode achar o DVD... O longa teve uma continuação em 1989, e rolam boatos que o terceiro está por vir. Se conseguirem juntar o trio principal, podem reservar minha cadeira no cinema...

6 comentários:

  1. Adorava Caça-Fantasmas quando passava na TV, hj realmente se tornou uma raridade. O mundo parece querer ver somente grandes produções, juro que sou a favor de um bom remake com direito àquela trilha sonora do filme rsrs. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Jardel teu primeiro paragrafo define bem o que eu mais curtia no cinema da década de 1980: A simplicidade. Os caça Fantasmas é um ótimo exepmplo. Divertido, eficiente, empolgante. Só a trilha sonora já vale o ingresso. Grande abraço Jardel e parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  3. Caraca, adoro as coisas dos anos 80. Filmes, músicas...
    Os dois melhores filmes dos anos 80 que eu já vi:
    Os Aventureiros do Bairro Proíbido.
    O Ataque dos Vermes Malditos.
    Esses são os mais divertidos pra mim, embora o Ataque dos Vermes, teve seu lançamento em 1990, mas tudo da cultura oitentista ta lá. Até os nomes do filmes são ótimos.

    ResponderExcluir
  4. Boa, Jardel. Tem razão, foi a Sessão da Tarde que me apresentou a esses filmes - eu que sou da geração não dos vinte e poucos, mas dos vinte apenas, hehe.

    Assisti a Os Caça-Fantasmas um dia desses, o aluguei. Confesso que não gostei (vendo-o novamente). Tirando uma frase aqui e ali de Murray, o resto é bem fraco.

    Gostando ou não, é um filme que deve ser assistido, pois foi importante e é patrimônio cultural da cultura pop (não gosto muito dessa expressão, mas tudo bem, hehe).

    ResponderExcluir
  5. De bom tira-se a mítica banda sonora.

    Abraço
    Cinema as my World

    ResponderExcluir
  6. Caraleo!!!
    Era disso que eu tava falando...

    Geléia forever!!!!!

    ResponderExcluir

Gostou do post? Sim? Não?
Deixe seu comentário... Abraços, e até logo.